O território palestiniano

A branco  , os territórios ocupados pelo “estado” de Israel. A verde, os territórios ocupados pelo estado Palestiano.

perdida-de-territorios-palestinos-11 ETAPA 1 (1917-1946)- Imagem da esquerda. A 2 de Novembro de 1917, o Reino Unido publicou a Declaracão de Balfour, na qual se declarava a favor dos planos sionistas e de criar uma nacionalidade judía na Palestina. Depois da Primeira Guerra Mundia, a Sociedade das Nações aprovou o Mandado Britânico da Palestina com as intenções aqui expostas. Começa então a entrada dos judeus em terras Palestinianas.

ETAPA 2(1947)- Imagem da direita. Em 1947, as Organizações das Nações Unidas aprovaram a partição da Palestina em dois estados, um judeu e outro árabe.

perdida-de-territorios-palestinos-21 ETAPA 3 (1949-1967)- Imagem da esquerda e em baixo. A 14 de Maio de 1948 expirou o Mandado britânico na Palestina. De seguida os judeus proclamaram a indepêndencia do Estado de Israel na sua parte do território otorgado pela partição de 1947. Após a gerra árabe-israelíta de 1948, em 1949 Israel aumentou o seu território em cerca de 23%, mais do que o designado pelas Nações Unidas. Em 1967 teve lugar a Guerra dos Seis Días, na qual Israel lançou um ataque preventivo contra o Egipto, Siria e a Jordânia En 1967 tuvo lugar la Guerra de los Seis Días, en la que Israel lanzó un ataque preventivo contra Egipto, Siria y Jordania. Os israélitas toramaram então posse da Cisjordania e de Gaza, conquistarão as Colinas de Golã, a península do Sinai e Jerusalém Este (Cidade Velha).

ETAPA 4 (1968-2000)- Imagem da Direita. Até 1977, criaram-se 30 ajuntamentos de colonos na parte palestiniana, no qual viviam cerca de 5000 habitantes. Em 1978, transcorrido o acordo de Camp David, Israel devolvei o Sinai ao Egipto. Em 1980, Israel promulga uma lei que declarava que toda a cidade de Jerusálem, incluindo a parte oriental e uma ampla zona periférica com sendo a  y una amplia zona periférica, como «capital eterna e indivisível» do Estado de Israel.

ETAPA 5 (2001-2008)- Israél retirou-se unilateralmente da Faixa de Gaza no verão de 2005. Desmantelaram-se 17 ajuntamentos de judeus desta mesma zona e outros quatro na zona norte da Cisjordania.

Actualmente Israel é um dos países mais florescentes económicamente, em 1948, era sustentado basicamente com donativos vindos de judeus espalhados por todo o mundo. Rapidamente e graças à situação geo-politica com a Palestina, desenvolveu a industria bélica e de armamento, criando por arrasto uma ecónomia no mercado das tecnologias. Apesar do seu território ser maioritáriamente desertico, a agricultura é bastante desenvolvida, assim com o a exploração de diamantes, equipamentos médicos, farmaceuticos e quimica fina. Israel é também o terceiro país com mais empresas cotadas na bolsa de NASDAQ.

Hoje em dia a coisa parece-se +/- com isto e os ataques israélitas que temos ouvido nas noticias acontecem na zona verde:

west_bank__gaza_map_2007_settlements

One Response to O território palestiniano

  1. kalenda diz:

    Já agora e como a coisa é recente …
    http://resistir.info/chossudovsky/guerra_e_gn_p.html

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: