11 de Setembro – Coincidências (Parte Dois)

Basicamente esta segunda incia a discussão de como os mesmo três únicos edifícios que cairam em toda a história da humanidade graças ao fogo, caíram à velocidade de queda livre. Pelo que é dito esta velocidade de queda não é fisicamente praticável devido à resistência que os andares inferiores teriam efectuado na queda do topo da torre, abrandando assim o desmoronamento.