Cuidado, alguém pode entrar no teu cérebro!

Desde algum tempo que os implantes electrónicos no cérebro deixaram de ser ser tratados com ciência ficção. Pequenos dispositivos para tratar Parkinson, depressões graves ou para controlar membros artificiais, têm sido implantados em pacientes por todo o mundo na última década. Mas só agora os científicos se deram conta do quão este sistema estava vulnerável a ataques externos e ser o mote para um grave problema de segurança pública.

Num artigo da Neurosurgical Focus, vários experts na matéril relembram que estes dispositivos actualmente são programados deste o exterior através de controlos remotos, de uma forma tão simples como nós mudamos os canais na televisão da sala. Apesar da alta tecnologia, quase nenhum destes sistemas vem equipado com um sistema de autentificação ou encriptação que proteja a intrusão não desejada, o que supõe que qualquer um que tenha a combinação adequada pode modificar os parâmetros do implante e programa-lo como bem desejar.

Ler mais deste artigo