Enfermeiros recusam a vacina

Um em cada três enfermeiros poderão recusar-se a tomar a vacina da Gripe A. Segundo uma notícia dada pela revista Sábado também a maioria dos enfermeiros que trabalham na linha Saúde 24 (aquela para a qual se liga quando temos síntomas) também se recusam a tomar.

A própria presidente do Sindicato dos Enfermeiros, Guadalupe Simões já veio afirmar em público que: “Não está garantido que a vacina funcione como um verdadeiro antidoto contra a Gripe A” e admite ainda que a maioria dos profissionais de saúde duvidam da sua eficácia e temem os seus potenciais efeitos secundários.

Já no Reino Unido também os médicos e enfermeiros preferem contrair o vírus por contacto directo do que serem inócuados com a vácina. A maioria considera a estirpe muito “branda” para justificar estas medidas.

Para os enfermeiros, a forma mais eficaz de controlar o vírus é atravez da monitorização dos sintomas, como por exemplo o controlo da temperatura todos os dias.

Já o presitente da Federação Nacional dos Médicos, Mário Jorge Neves, afirma que não há garantias de que a vacina confira qualquer imunidade contra o H1N1.

Segundo o síte do Centro Europeu de Prevenção e Controlo de Doenças foram registadas apenas 231 mortes no espaço comunitário europeu… num espaço de 500 milhões de habítantes.

E em todo o mundo um total de 5332 mortes, num universo estimado em 6 mil milhões de habitantes (um 6 mais 9 zeros, ou 6000000000). Estes valores foram os apurados no dia de ontem, 22-10-2009

Ainda se sentem alarmados?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: