Clips Zeitgeist – Episódio 1: Introdução

Clique nesta imagem para abrir o clip (6 min e legendado em PT)

Esta série de clips Zeitgeist está em apoio do Movimento Zeitgeist. A maioria do seu conteúdo provém do guia de orientação do activista, e esta série de “Z clips” destinam-se a espalhar a consciencialização neste tema bem como funcionar como catalista para resolver qualquer preconceito ou má-interpretação sobre a natureza deste movimento.

Este vídeo é gratuito apenas para fins educacionais. Créditos a Darr.

O Movimento Zeitgeist não é um movimento político. Não reconhece noções divisionárias tais como nações, governos, raças, religiões, credos ou classes. Em vez disso vemos o mundo com um organismo, com a espécie humana como uma família singular.

Simultaneamente reconhecemos que dependemos inteiramente no nosso ambiente. Não apenas no que concerne às necessidades da vida, Como a comida, ar e água. Mas também para influências e direcção no que toca aos processos biológicos. Nós reconhecemos e compreendemos que alinhar-mo-nos com os processos naturais é a disposição mais progressiva e produtiva que podemos ter.

O Movimento Zeitgeist é de facto o braço activista do Projecto Vénus. Uma organização que constitui o trabalho de vida do designer industrial e enginheiro social Jacque Fresco Simplesmente, o que o Projecto Vénus representa e o que o Movimento Zeitgeist apoia pode ser resumido como a aplicação do método científico para questões sociais. Uma das maiores descobertas do espécie humana que nos permitiu tremendos avanços nas nossas capacidades neste planeta tem sido a compreensão e aplicação da ciência.

Através da aplicação humana da ciência e tecnologia para design social e tomada de decisões nós temos os meios para transformar o nosso ambiente em algo muito mais equilibrado, organizado, humano, produtivo e sobretudo… Sustentável.

Tal como muitos estão conscientes a esta altura, tanto a integridade social como a ecológica estão em sérios problemas.

O actual sistema económico está em decadência a um ritmo acelerado como o prospecto de desemprego e desestabilização globais ocorrendo possivelmente à maior escala alguma vez vista.

Simultaneamente estamos a chegar ao ponto sem retorno no que toca à destruição ambiental.

Dada a situação actual, muito da qual irá ser abordado na primeira parte desta apresentação, a audiência deverá concluir que não só precisamos de nos mover noutra direcção, nós temos de fazê-lo.

Antes de prosseguir com o próximo episódio, é recomendado ver o Filme “Zeitgeist: Addendum” primeiro
Que pode ser visto gratuitamente em http://www.zeitgeistmovie.com

“Os velhos apelos ao chauvinismo racial, sexual e religioso
ao fervor raivoso nacionalista, começam a deixar de resultar.”

“Isto não é quem eu sou, ou se sou bom ou mau ou bem sucedido ou não, tudo isso é aprendido pelo caminho.
Porque é só uma passeio, e nós podemos muda-lo quando nos apetecer é só uma escolha, sem esforço, sem trabalho, sem emprego, sem poupanças.”

“Eu percebi que eu estava jogando mal… o jogo era descobrir o que eu já era.”

A Revolução é Agora

“Agora, evolução não acaba com com o crescimento dos polegares e a razão pelo qual as nossas instituições, as religiões tradicionais estão todas em decadência é porque… Elas já não são relevantes!”

Os miúdos vão perguntar aos seus pais: “Pai, não percebeste que aquela guerra era inevitavel quando produziram escassez?

“O Poder faz o que quer. O Poder faz o que quer e agora eles apenas estão mais descarados. Eles apenas expõem à nossa frente e dizem “isto é o que estamos a fazer-vos pessoal.””

“Toda a gente tem um telefone que faz panquecas para que o pessoal não queira abanar o barco!”

“O sistema monetário inteiro e a sociedade materialista é uma sociedade falsa!”
“Não existe natureza humana… apenas existe comportamento humano. E isso tem-se sempre alterado durante toda a história.”

“O que precisamos é de uma verdadeira mudança de consciência onde possamos compreender a inter-relação entre todos nós.”

“Não há problemas das Negros, nem problemas dos Polacos, nem problemas dos Semitas… nem problemas dos Gregos, nem problemas das Mulheres… São problemas Humanos!”

“A sociedade de que vamos falar, é uma sociedade livre de todas as velhas superstições, encarceramentos, prisões, polícia, banqueiros, publicidade… Eliminados! Para sempre. Porque já não nos são relevantes.”

Sobre Roger Marques
Passionate gamer, curious scientist, novice surfer, lvl 3 martial artist, also a budding game designer.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: