Terramoto no Haiti – Resultado da HAARP? Mais comentários.

Boas,

Antes de mais devo dizer que a informação que se segue foi proporcionada pelo rpfm.

Já todos sabemos do que se passou no Haiti, e para aqueles que conhecem o projecto HAARP, e similares, já nos questionámos se o terramoto no Haiti terá sido resultado proporcionado desta tecnologia. Até agora já vimos como Hugo Chávez acusou directamente a América pelo sismo. Vimos também como as equipas pacíficas de resgate estão a ter dificuldades em actuar devido à presença dos «marines» Norte Americanos, obviamente carregados com armas até aos dentes, supostamente para ajudar os desamparados. Parece que pelos vistos os EUA inundaram o Haiti com as suas tropas, e como sempre as suas operações tornaram-se “segredo nacional”.

Ficam aqui mais uns comentários e opiniões que encontrámos. Quero com isto dizer que são apenas comentário e opiniões que achamos interessantes em partilhar com mais gente pois poderão ser bons pontos de partida para futuras investigações.

No Diário Económico podemos ler o comentário do:

Comentário de *Zé Manel*, Lisboa | 22/01/10 17:20 in (links adicionados por mim)

> 1 – A cobertura mediática exaustiva e esmagadora, tipo 11 de Setembro,
> incomparavelmente mais extensa do que a do sismo de Banda Aceh (grau 9) e do
> subsequente tsunami, onde morreram mais de 200.000 pessoas;
>
> 2- O envio maciço de tropas americanas armadas para o Haiti, como uma força
> de ocupação;
>
> 3 – O envolvimento de quase todas as mega-organizações globalistas, desde a
> ONU até à AMI, numa escala não vista aquando da catástrofe de Banda Aceh;
>
> 4 – A localização, a profundidade e a abrangência do sismo: aparentemente,
> localizou-se o epicentro mesmo junto à capital, não tendo repercussões de
> monta para além de um raio de pouco mais de 50 Km, o que é inverosímil para
> um abalo desta magnitude. O que é facto é que não há notícias nem de
> estragos nem de vítimas na República Dominicana – que partilha com o Haiti a
> mesma ilha – ou em Cuba. Depois, o abalo dá-se longe das grandes falhas
> tectónicas que passam entre Cuba e o Haiti . Por fim, tanto o grande abalo
> como TODAS as réplicas se concentraram na mesma área, e a 10 Km de
> profundidade, tal como numa série de outros sismos posteriores, do Irão à
> Argentina. A probabilidade disto acontecer é muito remota.
>
>
> Tudo isto dá que pensar. Repare-se que NENHUM dos «resorts» turísticos do
> Haiti ou da República Dominicana foi danificado, apenas a capital arrasada,
> tendo toda a energia do sismo sido aí descarregada. Há quem fale em arma
> secreta, talvez uma deflagração nuclear subterrânea a grande profundidade
> (10 Km), com o intuito de fazer parecer um desastre natural, e a invasão ser
> travestida de «ajuda humanitária». É que 30.000 «marines» em armas não se
> poderão propriamente encaixar nessa classificação.
>
>
> Um caso a investigar, e a estar alerta para sismos de área muito limitada,
> como este (recordemos que o de Lisboa, em 1755, teve o epicentro a 200 Km a
> SW do cabo de S. Vicente, e o abalo arrasou praticamente Portugal (muito
> maior que o Haiti) e parte de Espanha e Marrocos). Ou seja, teria o sismo do
> Haiti sido verdadeiramente um «sismo» ou o abalo provocado por outros meios?
> E as dezenas de réplicas todas no mesmo sítio, à mesma profundidade, como o
> desabar parcial de uma mega-caverna deixada por uma explosão? Ficção? Ou
> coincidências incríveis?

Podemos ler também o comentário de Nuno Marques – 22 Jan2010 | 18: 43 no Jornal TVI:

Caros amigos que pensam que Chavez é mais um ditador, pesquisem sobre o
documentário politico que Oliver Stone esta a realizar sobre as mudanças na
Venezuela. Chavez é um génio, porque consegue que a Venezuela não seja mais
uma “colonia” dos EUA.
A verdade é que a tecnologia cada vez consegue fazer mais e investigadores
desconfiam que os Americanos planearam demolir as suas próprias torres, não
me admirava que fosse possível.
O Haiti é um ponto estrategico para os estado-unidenses e ja a frança tambem
os acusou de estarem a invadir o pais em vez de ajudar(A França durante esta
semana enviou uma avião hospital que foi impedido de aterrar).
Ajudar não é mandar soldados carregados de armas para combater desgraça e
fome!!!

Induction Magnetometer

4 Responses to Terramoto no Haiti – Resultado da HAARP? Mais comentários.

  1. mastiphal diz:

    Eu pessoalmente vejo isto mais como um teste à capacidade da HAARP e da capacidade do exercito em situações de invasão, do que uma invasão em concreto com fins estratégicos (apesar de não colocar de parte essa hipótese).

    Ora vejamos o mapa político da zona:
    A ilha de Haiti fica situada entre Cuba e Venezuela, dois alvos a abater pelos norte-americanos é certo mas, o que não falta nas caraíbas são territórios americanos e britânicos ou países aliados de onde podem ser lançados qualquer tipo de ataques sem levantar suspeitas.

    À direita da ilha Hispaniola (onde fica o Haiti e da Rep. Dominicana) temos várias dependências britânicas e americanas, a ilha Navassa (EUA), Turks e Caicos (UK), Ilhas Virgens Americanas (EUA) e Ilhas Virgens Britânicas (UK) e abaixo de Cuba as Ilhas Cayman (BR). Nestas posições os aliados poderiam colocar as tropas ou as armas que quisessem sem que ninguém pudesse dizer o que quer que seja contra isso…
    E mais em baixo existe o Panamá, que também tem boas relações com os britânicos e os Americanos.

    Mas desde sempre que os EUA tiveram um fraquinho por aquela ilha, houve desde uma ocupação territorial entre 1915 e 1934 até uma política de terror imposta pelo ditador François Duvalier e os seus “tontons macoutes” e que era apoiada pelos EUA durante a Guerra Fria. O porque de uma dívulgação tão grande nos media acerca da catástrofe?

    Okey, apenas houve destruição naquele pais, mas não pudemos tirar conclusões dai, o Haiti é dos estados mais pobre do mundo, as suas construções não tinham qualquer tipo de protecção anti-sísmica, e todas elas eram do tempo da Maria Cartuxa. A Republica Dominicana é um dos motores caribenhos, bem como Cuba que está a recuperar após anos de recessão, as suas construções são bem mais fortes estruturalmente do que as casas de tijolo do Haiti.

    Em 1755 houve o tal sismo que arrasou Portugal, Marrocos e Espanha, mas isso foi à 250 anos, muita evolução nas tecnologias de construção aconteceram desde lá, as casas já não são feitas de barro como naquela altura. E desde que à registos (Séc XVIII) que se têem sentido violentos abalos na região do Haiti.

    Mas claro está, ainda há que colocar muitos pontos nos I’s. Como é que os EUA colocaram tanto apoio militar na zona em tão pouco tempo? Porque é que não estão a “facilitar a vida” aos outros países que querem também ajudar? Muita coisa irá continuar por esclarecer…

  2. Pingback: O que não estamos a ouvir acerca do Haiti: petróleo « Ode Triunfante

  3. jmct diz:

    Grifo, Obrigado.

    Já tenho o vídeo nos artigos, a ver assim que puder.

    Abraços

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: