Chemtrails – Avião caído na China

Aqui vos deixo com este artigo – http://preventdisease.com/news/09/113009_CIA_operated_H1N1_aerial_spraying_plane_shot_down.shtml

E com este vídeo do canal do You Tube TheMorpheusbrasil, que contém a tradução do artigo referido.

20 Responses to Chemtrails – Avião caído na China

  1. Quero referir que este tipo de vídeos deixam os portuguêses a pensar “mas que treta abrasileirada” ao qual eu tento responder “cuidado, esta maneira deles representarem o que pensam parece teatral mas não se esqueçam que dentro da cultura e contexto brasileiro.. é um vídeo bastante normal e levado a sério! Aqui o português faz a coisa duma forma mais sêca e sensata” .. isto referente ao modo como um brasileiro prepara um vídeo destes!
    Há dias vi um vídeo do alex jones em que este estava “mascarado” de joker de forma irónica.. Pareceu-me exageradíssimo, no entanto na américa pode não ser tão exagerado assim.. portanto lembrem-se disto por favor:)

    De facto eu já nem posso falar dos chemtrails a ninguém, o que não quer dizer que deixe de o fazer, porque toda a gente acha paranoia.. esta malta anda mesmo a dormir na fronha, estão crentes que algo tão maligno é impossível de acontecer, quando na verdade ao longo da história temos N provas de que é mais que provável, é uma certeza! A dominação e a submissão é tão.. natural.. lamentavelmente.

    não me vou alongar no comentário, embora já tenha visto bastantes vídeos sobre este e outros assuntos.. GOOGLEM! enquanto podem.. Não se deixem programar por programas televisivos estratégicos.. procurem na net sobre os assuntos que vos pareçam mais importantes, vejam o que realmente PRECISAM de ver e de compreender!

    até depois.

  2. jmct diz:

    Bom coment!

    Bem vindo!

    Realmente a questão do sensacionalismo já temos debatido aqui algumas vezes, infelizmente é algo que tira a credibilidade à coisa.

  3. na boa, é do meu interesse, do interesse da ode triunfante e de quem dá atenção a estes temas.. saber que há malta atenta e a escrever o que pensa… enquanto podemos😡 porque nao tarda e o google começa a ficar minado com programação anti-words😡

    (eu sou o tal que te enviou um email a explicar aquela “cena” das tshirts ehehe)

    até depois, entretanto vou tentando comentar todas as novidades a partir de agora🙂

  4. WOELFFEL VERGO, JOSE HENRIQUE diz:

    A minha opiniao sobre este aviao abatido, e vergonhoso, mais e noticia. A dezenas de anos nao somos informados sobre assunto que realmente interessa a populacao, para nos o povao, somos a escoria da sociedade, e sabemos muito bem que nao somos. O assunto da NOM na decada de sessenta ja se falavam, entre grupos que eram contra o governo. Pois bem sabia, escutava, mas nao fazia nada. Com familia, criancas, e estudo so ficavam na telha este conceitos de NOM.Em pleno seculo 21, clube Bildberg,NOm,asilos subterraneos,Haarp,H1N1,profecias Sao malaquias,maias,nostredamus,fatima,13 familias,area 51,etc sao assunto para mim interessante e ao mesmo tempo desastroso.
    so falta uma coisa, temos que rezar.
    que o grande arquiteto do universo nos de forca,saude e uniao.
    JHWvergo trento/italia

  5. kalenda diz:

    “Recupere a sua soberania pessoal! E venceremos essa guerra!”

    É o que os nossos amigos brasileiros dizem no fim, não é?
    Alguém sabe o que é preciso fazer? E a que custo ? Será que existe por ai alguém disposto a realmente fazê-lo?

    Se todos pensarmos que ao divulgarmos já estamos a fazer alguma coisa, penso que nunca iremos sair do mesmo sitio. Isto de só querer acordar o vizinho do lado não chega.

    Não estou a querer criticar absolutamente nada, nem tenho moral para atirar pedras seja a quem for, é só uma tomada de consciência meramente individual e que aqui partilho.

    Abraço,

    Kalenda

  6. jmct diz:

    eheheh, é verdade!

    Agora já me lembro, desculpa, mas não reconheci logo o nome à primeira😀

  7. jmct diz:

    Aproveitando o teu comentário Kalenda,

    Uma das coisas que me fez bastante confusão, ao ponto de me sentir mal e nervoso, foi na altura quando comecei a ver forma-se tipo duas facções de ”libertação”. Digamos assim.

    Agora sinceramente não sei como ficou o assunto nem como está, porque desliguei completamente, mas houve aí uma altura em que se estava a criar o:

    Peter Joseph (Zeitgeist) vs. Alex Jones

    Muito mais, ou completamente, por parte do Alex Jones diria eu.

    Isso deixou-me mesmo abalado, então andamos aqui a ver quem é o líder do movimento? WTF….

    Outra coisa que para mim só revela a fraqueza das pessoas, é ver que há pessoas que dentro destes assuntos têm o David Icke e o Alex e até mesmo o Joseph como uma espécie, ou mesmo, um líder ao qual devem seguir ou seguem religiosamente. Acho que por aí também não vamos a lado nenhum.

    É por essa razão que nunca postei nada aqui sobre o David Icke. Acho que a ‘aura’ que ele cria à volta dele é muito ‘sigam o líder’, ‘sigam-me’ que eu tenho a razão. E o que é certo é que as pessoas que seguem o Icke, o seguem mesmo!

    Apesar de existirem estes ‘líderes’ acho que temos de ter muita consciência de nos afastar de qualquer tipo de seguimento e irmos pensando por nós.

    Abraços

  8. Pois é, devemos pensar individualmente, mas acaba por ser uma tarefa impossível, não dá para fugir à influência, até porque sem estes “líders” a malta não tomava conhecimento instantâneo da coisa.. Ouvi uma transimissão em directo da parte do alex jones em que ele afirmava “Olá sou o Alex Jones e estou na linha da frente nesta luta contra os verdadeiros terrotistas”.. reparem bem “estou na linha dafrente”.. Estas coisas não valorizam o mesmo, pelo contrário.. Mas penso: já que esta malta gosta de um certo exibicionismo político interventivo, é motivo para entrarem em grande descretido? não me parece.. Lembrem-se REPITO, que na cultura americana é muito fácil haver aquela intensificação da personagem.. Se o alex jones fosse português provavelmente seria mais sensato e menos teatral.. Seria levado mais a sério mas não tão divulgado ehehe (isto depende de muita coisa obviamente).

    Cuidado, se acharmos que seguir o líder é perigoso, porque este se isola numa “tribuna” de “igreja” com alguma pompa, e vamos tentar pensar individualmente, corremos o risco de nos isolarmos também, o que não deve acontecer.. temos de assumir a influência, não há cá direitos de autor nem pensamento isolado.

    “Se todos pensarmos que ao divulgarmos já estamos a fazer alguma coisa, penso que nunca iremos sair do mesmo sitio. Isto de só querer acordar o vizinho do lado não chega” – kalenda

    Epah, de facto divulgar não chega, precisamos de um mal que venha por bem. um mal necessário!.. falo de uma revolta/protesto/intervenção agressiva, porque o povo só acorda à chapada. Mas, como o José mário Branco dizia na incrivel “canção” FMI..”Entretém-te, filho! E vai para a cama descansado, que há milhares de gajos inteligentes a pensar em tudo neste mesmo instante, enquanto tu adormeces a não pensar em nada! Milhares e milhares de tipos inteligentes e poderosos, com computadores, redes de polícia secreta, telefones, carros de assalto, exércitos inteiros, congressos universitários, eu sei lá!”, Portanto é éticamente um dever nosso divulgar, não chega, mas pelo menos fazemos a diferença, se é que isto nos dá algum prazer, e contribuimos para algum acordar de consciências! Ninguém me diga que uma pessoa nada pode fazer..isso é pensar derrotado à partida.Lembrem-se do efeito bola de neve.. Tu falas a 20 pessoas, e se convenceste 5 a explorar a internet em busca de conhecimento, essas 5 tentam convencer outras 50.. e dessas 10 vão explorar..por aí fora..

    Houvessem mais Josés Mários Brancos e Zecas Afonsos..

    jmct sempre que puderes insere conteúdo neste blog, pois acredito que te dê algum trabalho e isso prova a tua preocupação. “Na procura da consciencialização”.
    Fiquem bem

  9. jmct diz:

    Concordo contigo,

    a cena dos ‘direitos de autor’ talvez seja também um conceito que deva de ser ultrapassado. Primeiro neste tipo de coisas e depois em todas elas. Mas este é um pensamento demasiado arrojado, com o qual eu ainda tenho dificuldades em lidar. Imaginem publicações científicas sem quaisquer nomes de autores! É o máximo da frase “quanto mais partilhas mais tens”.

    Daniel, ainda hoje pensei nisso que disseste do sensacionalismo americano. Até foi com uma cena da conspiração, as novas reportagens do Jessy Ventura, já viram? Eu ainda não vi nenhuma porque aquilo é tão sensacionalista, tão teatral, que eu, mesmo sendo super resistente e isso passar-me ao lado, aquilo está de tal forma exagerado que eu não consigo ver😦 acho que se deve ao facto de ser-me difícil identificar se “ele é dos nossos” ou “dos deles”, usando um calão.

    Talvez o povo necessite também de um “evento catalisador” para acordar. Mas se o despertar for apenas um espasmo, não tardará muito a adormecer de novo. Acho que não precisamos de nenhumas armas, apenas precisamos de mudar as nossas atitudes relativamente a muitas coisas. A cima de tudo, desenvolver um estado de espírito independente de líderes, principalmente.

    Abraços

  10. kalenda diz:

    Ora boas a todos,

    Só tentei ser um pouco provocador e acho que me entenderam🙂

    Claro que o passar a palavra é o mínimo que todos nós podemos fazer, e com um bocado de sorte até talvez despertemos um Messias adormecido … hehehe

    O que eu vejo é que neste tipo de informação (maioritariamente) apenas se apontam factos (partindo do principio que é tudo verdade)do tipo grandes males, aldrabices/enganos, coisas horríveis, catástrofes, pensamento religioso, etc … e que todos nós temos o direito/dever de saber/conhecer/entender essa informação.

    Será assim porque este tipo de realização “vende” muito melhor do que aquela do tipo “Bem malta o problema é este mas tu até o podes minimizar se fizeres isto, ou aquilo” (mas sem subscrições de newsletters, donativos ou ainda … leiam o meu livro … 🙂

    O próprio “Zeitgeist” é para mim uma desilusão, tanta conversa para no final tentar vender um conceito (com o qual eu não me identifico). Acabam em meu entender por desvirtuar a mensagem que querem passar (e que até tem pontos interessantes e importantes).

    Agora vamos dizer à malta que muita coisa só pode começar a mudar se talvez:

    – Começarmos a refrear a nossa postura consumista.
    (por ex: comprar um telemovel de 3 em 3 anos)
    – Evitarmos o crédito.
    (por ex: acabar com os cartões de crédito)
    – Promover a meditação
    (por ex: cada um tirar meia-hora por dia só para pensar ou não)
    – Evitar valorizar tanto os objectos e projectar neles a nossa felicidade (um BMW é que me fazia feliz agora, hehehe).
    – etc…

    Isto não me parece ser muito popular, pois não ?

    Seria tudo muito mais fácil para mim, se vocês todos mudassem e eu pudesse continuar a fazer a minha vidinha de bom pirata🙂

    A mudança só poderá ocorrer se “eu” me decidir a mudar, independentemente do que aqui se diz ou do que o vizinho do lado pensa ou faz. Obviamente que essa mudança terá por base a ética, que é sobejamente conhecida de todos nós e divulgada à muito pelas mais diversas religiões.

    Atenção que eu não estou aqui a querer “vender” nada, até porque nem sou um bom exemplo. Isto não passa de mais uma provocação no sentido de talvez surgirem ideias, que possam levar à minha “mudança” sem que para isso tenha de fazer parte de grupos, manifestações ou guerras. Utopia ? Talvez …

    Abraço,

    Kalenda

  11. Pois, eu também acho que revoluções com armas são parte do passado.
    Hoje o verdadeiro combate está na informação e nos seus meios. A internet gradualmente ganha notoriedade e informação deste tipo difunde-se muito mais rapidamente do que à uns tempos, um ponto a nosso favor. O que poderá castrar nisto são as já certas leis da internet que já estão planeadas e serão criadas. Para já contra a partilha de ficheiros com copyright mas depois contra a informação que “eles” não achem conveniente e aí é que todos temos de nos erguer e sair das tocas.

    O que hoje todos ou quase todos temos ideia é que não somos o suficiente fortes para agir sozinhos ou num pequeno grupo, pois a sociedade contemporânea abafa-nos e injecta-nos uma grande noção de fraqueza e vulnerabilidade, o que não é verdade. Os Zeca Afonsos e Josés Mários Brancos são de outro tempo, em que a luta era muito mais directa e sabiam contra quem lutavam, hoje em dia não… muitos dos que estão no controle são invisiveis e a grande parte dos individuos da sociedade protegem ingenuamente esse controle, mesmo à la Matrix.

    O nosso combate é muito maior, mas não podemos perder a força porque as jogadas da N.O.M. são cada vez mais explícitas e a população acorda rapidamente.
    Um exemplo de como temos de passar por humilhações e cair em descrédito é este video do alex jones numa manifestação sobre 9/11 truth:

    cumps

  12. Concordo, e realmente a mudança de atitude terá de ser geral pois existem várias frentes de batalha.
    A postura consumista que falas é muito importante…Hoje em dia diz-se que a máxima é “tu és o que compras”, o que é bastante verdade.
    Uma frente muito importante e que pouco se fala é a alimentação. Cá ainda está numa fase muito prematura mas nos EUA o comércio tradicional é minimo e as produções agícolas provocam uma autêntica contaminação ao ser humano, com consequências que ainda vamos descobrir…

    Eu ultimamente tenho saido do panorama das grandes superficies no que consta a frutas, vegetais e carnes e todos deveriam começar a pensar mais nisso e AGIR ou então ficaremos com todos os problemas de saúde que aumentam exponecialmente nos EUA, o que obviamente interessa a companhias farmaceuticas pois como sabemos essas industrias estão interligadas e elas mesmas controladas por instituições bancárias.

    Portanto acho que é mesmo isso, dar mais importancia ao nosso corpo como um templo, à verdadeira qualidade de vida e de quem parte com boas intenções.
    E acreditem, surgem muitas alternativas, tanto na alimentação como até na saúde com técnicas alternativas e milenares, é só procurar…

    Abrc

  13. Não ficou postado o link… aqui está:

  14. kalenda diz:

    Para quem ainda não viu fica aqui o meu conselho de vêr: “Collapse” de Chris Smith

    Acabei de ver e achei bastante interessante a forma como tenta ligar tudo o que por ai se diz, bem como o ensaio futurista de como tudo isto poderá acabar.

    Por coincidência existem alguns pontos de vista familiares com que aqui escrevemos🙂

    Abraço,

    Lfr

  15. jmct diz:

    às vezes apetece-me fazer um post por cada comentário porque realmente são bastante interessantes. Tenho pena que o pessoal que passa por aqui só de vez em quando não os leia. Mas pronto, acho que isso acontece em todos os Blogs.

    Eu sinto o mesmo que tu Kalenda, mudar-me sem pertencer a qualquer movimento. Sinceramente, acho que não é preciso fazer-se parte de qualquer movimento para que ocorra mudança. Mas talvez esse tipo de movimentos sejam necessário para despertar as massas. No sentido em que são necessários para fazer passar a informação.

    O objectivo deste blog foi mesmo esse, criar um lugar de reflexão e ao mesmo tempo uma base de dados de coisas estranhas que, espero eu, nos façam mudar de atitude.

    Em relação ao Alex Jones, Daniel, esse clip que passaste faz parte de um documentário dele, “New World Order”. Esse doc não mostra mais do que a forma como eles lutam, que basicamente é à base do escândalo e da violência. Na volta em termos de atitudes propriamente ditas durante o seu dia a dia estão completamente dentro do sistema.

    Em relação ao projecto Vénus Kalenda, eu acho a ideia bastante interessante. Claro que o PV não significa que toda a gente vá ser feliz. E acho que é esse o erro que as pessoas no geral comentem quando pensam no PV. Eu também já o cometi. Como já vos disse, em relação a fazer parte do Movimento Zeitgeist, isso faz-me um bocado de confusão. Mas para isso é melhor falarmos com o Rogério, rpfm, que ele é membro bastante activo do movimento.

    Vou tentar ver o filme assim que puder.

    Abraços🙂

  16. Epah Diogo, acreditas na NOM.. e não acreditas nos chemtrails..ehehe Ambas as coisas até se conjugam🙂 se acreditas na primeira que é mais terrível que a segunda.. porque não acreditar em ambas?

  17. Dá vontade de espancar aquele gajo do bigode a fazer o gesto feeio “discretamente”.. ehehe

  18. jmtc calmaaaa ainda vais ver este blog a abarrotar de comentários suficientemente interessantes ehehe

  19. Vi ontem esse documentário e axei-o bastante realista e o Michael Ruppert, o entrevistado uma pessoa realmente sincera e de bom coração.
    Acho que conclui muito melhor esta atitude green tão divulgada pelas nações do mundo, pois o Peak Oil que eles não querem admitir é um ponto de viragem, ainda por cima numa altura em que o petróleo é usado cada vez com mais intensidade.

    Abraço

  20. M.L.B.T. diz:

    Olá senhores!

    Novidades:

    http://www.countercurrents.org/murphy030310.htm

    Grande abraço!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: