De volta à SIDA, será apenas mais uma mentira?

Já debatemos aqui algumas vezes o assunto da SIDA. Será a SIDA apenas mais uma “False Flag”, mais um esquema para gerar milhões?

Relembrem-se que a SIDA significa Síndroma da Imunideficiência Adquirida, pelo que qualquer deficiência do sistema imunitário pode ser qualificado como SIDA.

No documentário SIDA La Duda foi posta em causa a equação SIDA = HIV.

Fica-nos a questão no ar, será que o HIV causa mesmo SIDA? Será que a SIDA é assim tão mortal? Ou será que são as vacinas ‘anti-SIDA’ que estão a matar as pessoas? Em relação a este ponto já saltamos para outro campo.

Já encontrei na net muitos posts e páginas a falar sobre este assunto, sobre veracidade da propaganda SIDA, para ser honesto ainda não tive tempo para os explorar todos. Com tempo irei publicando aqui.

Hoje em mais uma das minhas visitas no site Rafapal dei com esta notícia no site Pravda.ru

Deixo-vos com uma tradução da notícia [realce por mim, tradução Google Translator + toque pessoal].

A humanidade está enfrentando uma nova ameaça da gripe suína. Alguns anos antes, a gripe aviaria e a Sars causaram pânico em todo o mundo. A SIDA esteve no topo da lista de “doenças assustadoras” por trinta anos.

Onde estão os milhões de vítimas da SARS e gripe das aves? Onde está a deserta África supostamente condenada à extinção total pela SIDA? Gor Shirdel, médico de origem irlandesa, que atualmente pratica em Kiev, curou dois pacientes com SIDA.

Ler mais deste artigo

SIDA La Duda

penso que esta imagem não corresponde à verdadeira capa do filme

SIDA La Duda, um documentário muito sóbrio a não perder. Nada de conspirações. Apenas opinião científica, como por exemplo, conta com a participação do inventor da técnica PCR e consequente prémio Nobel, o Dr. Kary Mullins.

O documentário conta também com a participação do Prof. Peter Duesberg e do Prof. Richard Strohman, os dois principais defensores da tese do que a a equação HIV = SIDA não só não está correcta com o também nunca foi provada tal como os serviços de saúde assim o disseram no passado.

O documentário encontra-se inteiramente dobrado em espanhol, pelo que se torna muito mais acessível ao público português.

O filme já tem alguns anos, não sei o quão diferente estará da situação actual, mas talvez não muito.

O assunto de que a SIDA terá sido mais um alarme falso publicitado pelo sistema para fazer render mais uns milhões à custa do pânico é já um assunto há algum tempo debatido no seio daqueles que estudam as acções por detrás da cortina, mas assistir ao testemunho de pessoas longe do mundo da conspiração e, ainda mais, com tanto impacto no mundo científico, possibilita no mínimo um bom ponto de partida para uma futura pesquisa.