Eric Cantona – Accion Mundial Contra los Bancos

A Zombie Comparison

Foi o Roger que descobriu o vídeo. Vou usá-lo para perguntar se realmente haverá um ponto onde a sociedade se revele e haja um “acordar de consciência”. É de relembrar que há quem diga que esse ponto estará para breve (2012 talvez?)

A questão é que vulgarmente esse “acordar de consciência” traduz-se em revolução através da violência. Manifestações, conflitos, revoltas físicas e afins. A questão é se não será essa saída também algo com que nos devamos preocupar em evitar.

Bankomat!

Depósitos e Empréstimos Bancários: O que realmente acontece

Mosler_vault_door_2Seguindo a clarificação que nos é dada em Money as Debt II, vamos rever o que acontece no depósito e empréstimo de dinheiro entre um indivíduo e um banco.

Depósito:

Quando depositamos o nosso dinheiro num banco costuma-mos dizer que é ‘o nosso dinheiro que está no banco’. No entanto, isso não é verdade.

Ao depositarmos dinheiro num banco o que estamos na verdade a fazer é a dar o nosso dinheiro ao banco. O banco então emite um ‘certificado’ no qual promete devolver-nos o dinheiro quando assim o quisermos. Esse certificado é visto pelo utilizador como a ‘conta no banco’, p.e. 100€.

Aqui a palavra depósito é incorrectamente utilizada. O que na verdade o depósito constitui é um empréstimo do individuo para o banco. Nós emprestamos dinheiro ao banco, dinheiro esse que o banco promete pagar-nos de volta. Por isso, o que a nossa conta bancária representa é o dinheiro que o banco nos deve e a sua promessa em pagá-lo.

Daí ao depositarmos o dinheiro no banco o dinheiro passa a ser do banco, para fazer com ele o que bem entender. Nenhum do dinheiro que está no banco é do utilizador.
É por isso que o banco paga juros sobre o dinheiro lá ‘depositado’, nós emprestámos o nosso dinheiro ao banco.

Empréstimo:

Ler mais deste artigo