Erasing David

David Bond vive num dos países mais controladores sobre privacidade no mundo (Reino Unido). Ele decide descobrir o quanto as companhias privadas e o governo conhecem os seus dados colocando-se a si próprio sobre vigilância e de seguida tentando desaparecer. Deixando para trás a sua mulher grávida e a sua filha, ele é procurado por dois investigadores privados numa jornada incrível pela procura do significado da privacidade… Ou a perda desta.

A ideia é simples, conhecendo apenas o seu nome os dois investigadores têm 30 dias para o localizar podendo para tal usar qualquer meio para o encontrarem.

Anúncios

Cartaz de Daniel Paradinha – RegularShift

Olá a todos. Como já tínhamos falado aqui, decidimos abrir o Ode Triunfante aos nossos comentadores e companheiros de discussão. Abrimos esta proposta com um post do Daniel Paradinha. As regras sao simples. Caso queiram iniciar um assunto aqui no Ode basta enviarem-nos um mail e, em principio, será aceite 🙂 Deixo-vos então com o post do Daniel.

Boas! Chamo-me Daniel Paradinha, participante aqui no Ode Triunfante há 2 ou 3 meses. Queria desta forma apresentar o meu recente trabalho para um concurso que ainda não teve “sentença”, cuja ideia era, através do design gráfico, expor algumas das “coisas” que provocam ou contribuem para a pobreza no mundo. Ora, o que me ocorreu assim de imediato é que o design contribui com toda a sua potencialidade para o aumento da pobreza e muito menos para a combater- basta pensarmos que começa logo a distinguir ricos de pobres -, então decidi que essa seria a minha subcrítica, no entanto a primeira ideia já tem a ver com estes assuntos que vão sendo postados aqui no Ode Triunfante, e neste caso tento passar a ideia que no futuro os donos do mundo podem usar o design e novos métodos tecnológicos para levar avante os seus objectivos, e um deles será o total controlo sobre as reservas de alimentos, bens essenciais sobretudo. Mostro essa prospecção através duma frase poderosa (fascismo camuflado -> fascismo evidente e abusado), e de uma ilustração que, embora abstracta, tem a sua coerência e pormenores a ser descobertos (embora neste tamanho seja mais difícil.)

Aconselho o filme “The Road”, é mais um “Hollywood”, mas um quanto depressivo mas dá assim uma noção assustadora do futuro, e tem uma parte em que os personagens encontram uma cave cheias de conversas (comida) e… têm de ver! Pessoal não é à toa que o Alex Jones anda a dizer “comecem a acumular conservas” porque quando se der o colapso energético-financeiro, embora não tenhamos a noção da gravidade que a coisa possa atingir, temos de estar preparados.. claro ninguém anda a fazer isso..para já.

Actualmente empenhado em pensar, desenhar e conceber um género ilustrativo, um conjunto de ilustrações vectoriais com um propósito bastante específico, o de activar ou reactivar um pensamento mais consciente, mais humanista, mais auto-crítico, mais aberto e mais preocupado em relação ao futuro. Uma das minhas principais inspirações foi o manifesto “FMI” de José Mário Branco, mas também alguns dos documentários que fui vendo, através do Diogo Coutinho, através das sugestões do Ode Triunfante, mas também queria referir que levo a sério estes conteúdos, pela sua credibilidade e pelo facto de provarem muitas das coisas que ouço desde pequeno e que agora estão mesmo a tornar-se realidade.

Sou fundador da RegularShift onde actualmente vendo t-shirts de autor, cujo tema e subtemas têm a ver com as nossas preocupações.. espero que gostem 🙂

Declaração oficial Stop secretS no Planeta Terra

Deixo-vos com este vídeo do Stop SecretS.

http://www.vimeo.com/10321551

A menina que calou o mundo em 5 minutos

Sevem Suzuki, representou aqui nesta conferencia internacional a entidade não governamental ECO (Environmental Children’s Organization) que na altura tinha apenas 4 membros. Ela e mais 3 amigas…

Este episódio ocoreu durante a Conferencia das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e Desenvolvimento (UNCED), realizada entre 3 e 14 de Junho de 1992 no Rio de Janeiro. O evento contou com a presença de 172 governos e 108 chefes de estado, e ainda com a repesentação de 2400 ONG’s e 17000 pessoas. Desta conferencia resultou um tratado chamado Agenda 21 que visa o combate aos impactos que um Homem tem no meio ambiente.

O que se tem feito sobre isto desde então?

NADA

Vejam o vídeo, ele fala por sí só…

Robin Hood cibernético publica contas bancárias de ricos da Letónia

Um grupo de hackers conhecido por Quarto Despertar do Exército do Povo conseguiu aceder a sete milhões de declarações de IRS e tem vindo a revelar os ganhos de banqueiros e gestores públicos da Letónia via Twitter.

À boa maneira de Robin Hood, um dos membros do grupo Quarto Despertar do Exército do Povo tem vindo a concentrar as atenções da população da Letónia que atravessa actualmente uma crise económica, com taxas de desemprego de 23% e uma quebra de 25% produção de riqueza, durante os últimos dois anos.

Esta crise levou o Governo a aplicar cortes nos salários de funcionários de empresas estatais – mas nem todos terão feito o mesmo sacrifício.

O hacker que faz lembrar Robin Hood, mas adoptou a alcunha de Neo numa referência ao protagonista do filme The Matrix, mostrou no Twitter que muitos dos gestores de empresas detidas pelo estado da Letónia continuaram a receber bónus salariais secretamente, informa a BBC.

Os rendimentos dos gestores de um banco que evitou a falência com o apoio financeiro do estado letão também foram publicados no Twitter.

No total, os dados financeiros de 1000 empresas terão sido interceptados pelo grupo de hackers.

As autoridades da Letónia já informaram que vão investigar este caso de violação de privacidade. O que não impediu um crescendo de popularidade do desconhecido Neo entre a população deste país do Báltico.

BBC

Arte urbana alusiva à “Crise”

Trabalho a troco de queijo

Eu crise, tu crise, ele crise (...) Eles riem

Os ricos e poderosos mijão (cagam) sobre nós, e os media dizem que está a chover

Boa Crise, e um feliz medo novo

"Deixem-nos comer crack" alusão à frase da rainha Marie Antoinette (Sigam o link da imagem)

Fica com o troco, eu quero é mudança

Tempos dificeis

Eu não acredito no aquecimento global

A maioria dos Sem abrigo seguem em frente, mas os seus problemas não foram embora

Alusão aos gráficos financeiros

Capitalismo (TM)

A economia morreu, viva a crise

O governo mente, os bancos roubam, os ricos riem

O mercado não funciona correctamente

Não há ajudas para ti! Escravo da banca

Bancos americanos dão uma “ajudinha” à Grecia

Depois de a Grécia já estar na mira dos líderes europeus, por andar a falsificar as estatísticas do défice orçamental para 2009, desencadeando assim um descalabro económico na dívida pública que esta a por em causa o próprio euro, desta vez, a descoberta foi o uso de operações complexas com o apoio dos lobbys de Wall Street.

As transacções denominadas de “Swaps” são produtos derivados assentes em contratos que podem ser de moeda ou mesmo activos financeiros, estes produtos financeiros podem ser usados para protecção ou simplesmente como investimento especulativo como foi o caso da recente crise económica mundial em que foram usados como ‘activos tóxicos’. Nos ‘swaps’ ambas as partes comprometem-se a pagar a oscilação da taxa de juro ou do valor do activo que lhe esteja associado.

Basicamente os bancos emprestavam dinheiro ao governo para este demonstrar nas comissões europeias que estava bem financeiramente de forma a poder manter o défice nos 3.0 e assim não receber sanções por parte da Europa.

Segundo noticia o NYTIMES estas transações já aconteceram em 2001 para apoiar a Grécia a entrar no mercado único do Euro.

Chemtrails – Avião caído na China

Aqui vos deixo com este artigo – http://preventdisease.com/news/09/113009_CIA_operated_H1N1_aerial_spraying_plane_shot_down.shtml

E com este vídeo do canal do You Tube TheMorpheusbrasil, que contém a tradução do artigo referido.

Alex Jones – Pronunciamento: Relatório Governo Mundial

Um pequeno vídeo de Alex Jones sobre o Encontro de Copenhaga, a agenda que saiu à luz do dia e os avanços em direcção à Nova Ordem Mundial. Traduzido em Português. Do blog Revelatti.

Ricardo Salgado tem pena de receber menos em 2010…

E agora uma história nacional.

Esta tarde Ricardo Salgado, Presidente do BES afirmou que a banca nacional teve um “comportamento espectacular nesta crise. Compreendo que o Estado queira moralizar a acção dos banqueiros. Mas hoje, passado um ano, é possível distinguir o trigo do joio” e disse ter pena que “o Estado português tenha agravado os impostos à banca”.

“Tenho pena que o Estado português tenha tomado esta decisão”, diz Salgado sobre a tributação dos prémios dos gestores. A proposta do Orçamento Geral do Estado para 2010, apresentada ontem pelo Governo, propôe um agravamento da carga fiscal para a banca em vários níveis. Uma taxa autónoma de IRC de 35% e um imposto de 50% dos bónus dos banqueiros atribuídos em 2010 são algumas das propostas em cima da mesa.

Salgado alertou para o risco de inconstitucionalidade e fuga de gestores para países que não adoptaram essa medida.
O Banco Espírito Santo (BES) fechou 2009 com um lucro líquido 522 milhões de euros, número acima das projecções dos analistas.

Defacto 522 milhões de euros dão para comprar muito trigo…

O que não estamos a ouvir acerca do Haiti: petróleo

Mastiphal, parece que este artigo responde ao teu comentário. E claro a muitas das nossas dúvidas. Parece que já há uma razão para a HAARP ter actuado.

“Há prova de que os Estados Unidos descobriram petróleo no Haiti décadas atrás e que devido a circunstâncias geopolíticas e a interesses do big business foi tomada a decisão de manter o petróleo haitiano na reserva para quando o do Médio Oriente escasseasse. Isto é pormenorizado pelo dr. Georges Michel num artigo datado de 27/Março/2004 em que esboça a história das explorações e das reservas de petróleo no Haiti, bem como na investigação do dr. Ginette e Daniel Mathurin.

Também há boa evidência de que estas mesmas grandes companhias de petróleo estado-unidenses e seus monopólios inter-relacionados de engenharia e empreiteiros da defesa fez planos, décadas atrás, para utilizar portos de águas profundas do Haiti tanto para refinarias de petróleo como para desenvolver parques de tancagem ou reservatórios onde o petróleo bruto pudesse ser armazenado e posteriormente transferido para pequenos petroleiros a fim de atender portos dos EUA e do Caribe. Isto é pormenorizado num documento acerca da Dunn Plantation em Fort Liberté , no Haiti.Continuar a ler… (Resistir.info)

Encontrei o artigo no blog “A Tribuna

A CIA e as suas…

A C.I.A. que já todos nós conhecemos bem, nem que seja pelo caso dos voos de prisioneiros de Guantanamo que sobrevoaram o espaço aéreo nacional aqui à uns anos, é um serviço de inteligencia Norte-Americano que durante a guerra fria teve um papel fundamental no desenvolver das situações e sendo assim, influenciou a História, para bem dos EUA e dos seus governantes, claro.

Deixo-vos aqui três programas da C.I.A. no mínimo interessantes:

Ler mais deste artigo

Copenhaga, mais um prego no nosso caixão.

Como tem sido noticiado últimamente está a decorrer em Copenhaga uma Cimeira Mundial que conta com a participação de cerca de 100 governos, de forma a rectificar o Protocolo de Quioto. Tudo isto até seria muito bom, se não fosse o Protocolo de Quioto a sorte grande, o de Copenhaga a terminação… No mau sentido claro está!

Uma fuga de informação viu hoje a luz do dia e está a por em causa tudo aquilo que nos têm levado a crer com Quioto e como este novo encontro.

Um esboço que se acredita foi já mostrado e acordado com nações como o Reino Unído, Estados Unídos, proposto pelos próprios anfitriões da cimeira, surgiu como uma fuga de informação, e onde se coloca como fasquia o aumento de apenas 2 graus célcius na temperatura do planeta, uma redução das emissões dos transportes aéreos e navais, e um corte de até 50% nas emissões de carbono até 2050. Tudo isto era porreiro, não fosse esse corte de 50% suportado maioritariamente pelos paises em desenvolvimento, contrariando assim o Protocolo de Quioto que dava permissas aos paises mais pobres em poderem desenvolver-se e emitirem gáses nocivos para atmosfera e por sua vez os mais desenvolvidos contrapunham na balança menos emissões de forma a tudo ficar mais ou menos nívelados.

As nações sub-desenvolvidas receiam então que o documento, caso seja aprovado, os limites não sejam impostos através do nível de desenvolvimento e da população, mas sim através de acordos que estejam na conformidade e que respeitem o critério impostos pelos países mais desenvolvidos.

Depois de o jornal britânico “The Guardian” ter publicado o chamado documento dinamarquês, as negociações entraram em crise no segundo dia da cimeira. Os países em desenvolvimento terão ficado enfurecidos com as informações de que na próxima semana os líderes mundiais iriam ser confrontados com um acordo que prevê a entrega de mais poder aos países ricos, e que iria dar às Nações Unidas um papel mais lateral nas futuras negociações sobre as alterações climáticas.

Os países em desenvolvimento queixam-se, nomeadamente, de que serão fixados limites desiguais para as emissões de carbono em 2050, dando aos mais ricos a possibilidade de emitir praticamente o dobro do que seria aceite para os países em desenvolvimento. Esta seria uma enorme inversão do princípio do protocolo de Quioto que determina que são os países desenvolvidos que mais têm de agir para reduzir as emissões de CO2.

Para além disso, prevê-se que o controlo financeiro das alterações climáticas seja entregue ao Banco Mundial, abandona-se o Protocolo de Quioto, quando o que muitos defendiam era a sua extensão já que é o único tratado internacional vinculativo sobre os cortes das emissões; e torna-se o dinheiro destinado a ajudar os países pobres dependente de um conjunto de medidas a serem tomadas.

Podem ver o tal esboço através do Site do The Guardian, isto é… Enquanto for possível visualiza-lo.

O que os políticos fazem nos encontros

Intel quer pôr implantes no cérebro dos utilizadores…em 2020

Esta é uma transcrissão de um artigo publicado no site da Exame Informática. Uma notícia ao qual nós na Ode Triunfante não podiamos ficar alheios, e consequentemente preocupados:

Investigadores da Intel querem utilizar as ondas cerebrais para controlar computadores, televisões e os mais variados gadgets.

Não, não é ficção científica. Investigadores dos laboratórios da Intel em Pittsburgh, Estados Unidos, estão a desenvolver implantes cerebrais que vão permitir controlar uma série de equipamentos. Os cientistas prevêem que os consumidores vão ajustar-se rapidamente à ideia. Aliás, até vão pedi-la visto querem ver-se livres de teclados, ratos ou telecomandos. Também antecipam que as pessoas vão fartar-se dos equipamentos de interface táctil.

Transformar as ondas cerebrais em acções no mundo real requer descodificações muito pesadas e elaboradas. No entanto, os investigadores da Intel já conseguiram, utilizando raios X à actividade cerebral, combinar padrões de actividade com funcionalidades reais. Há ainda um caminho a percorrer. Para os cientistas da Intel são apenas mais 11 anos. Em 2020 os implantes já devem ser uma realidade.

O que acha desta possibilidade? Deixava que lhe colocassem um implante para conseguir mudar os canais da TV só com o pensamento?