SIDA La Duda

penso que esta imagem não corresponde à verdadeira capa do filme

SIDA La Duda, um documentário muito sóbrio a não perder. Nada de conspirações. Apenas opinião científica, como por exemplo, conta com a participação do inventor da técnica PCR e consequente prémio Nobel, o Dr. Kary Mullins.

O documentário conta também com a participação do Prof. Peter Duesberg e do Prof. Richard Strohman, os dois principais defensores da tese do que a a equação HIV = SIDA não só não está correcta com o também nunca foi provada tal como os serviços de saúde assim o disseram no passado.

O documentário encontra-se inteiramente dobrado em espanhol, pelo que se torna muito mais acessível ao público português.

O filme já tem alguns anos, não sei o quão diferente estará da situação actual, mas talvez não muito.

O assunto de que a SIDA terá sido mais um alarme falso publicitado pelo sistema para fazer render mais uns milhões à custa do pânico é já um assunto há algum tempo debatido no seio daqueles que estudam as acções por detrás da cortina, mas assistir ao testemunho de pessoas longe do mundo da conspiração e, ainda mais, com tanto impacto no mundo científico, possibilita no mínimo um bom ponto de partida para uma futura pesquisa.

4 Responses to SIDA La Duda

  1. jmct diz:

    Antes que o pessoal se confunda, os teus links estão a falar dum outro documentário mais recente, que está para sair agora dia 22 de Janeiro 2010, o “House of Numbers”. Fica aqui o Trailer.

    Mas respondendo aos teus links:

    Vamos ver se consigo ser claro nas minhas palavras.

    Dei uma olhadela ligeira nos links que passaste Joaoaduarte. Principalmente a carta.

    Peço-vos que leiam com calma e deixem as exaltações de lado. (desculpem dizer isto).

    Antes de mais gostava de dizer que, ao contrário do que a carta parece apresentar, a lista de doutores que a assinou não representa a totalidade de pessoas envolvidas. No trailer do documentário (porque a versão completa só sai dia 22 de Janeiro) aperece o Dr. Peter Duesberg. O Peter também apareceu no documentário que estava em Espanhol, e ele NÃO assina a carta. Por isso ao contrário do que a carta dá a sensação, de que toda a gente se sente insultada, isso não é verdade.

    Na carta pode ler-se:

    “Instead, it presents the AIDS denialist agenda as being a legitimate scientific perspective on HIV/AIDS, when it is no such thing.”

    Eu pessoalmente não foi isso que percebi do trailer. Até porque HIV=SIDA é a ideia que está completamente implatada na sociedade, quer seja verdade ou não.

    Outra coisa da carta é que eles falam sempre em “AIDS denialist”. Ninguém, pelo que vi, está a dizer que a SIDA não existe. No House of Numbers, tal como no SIDA La Duda, está-se a por em causa a equação HIV=SIDA e SIDA=HIV. (fiz questão de meter das duas formas).

    ” HIV diagnostic assays are highly accurate and reliable.”

    Estamos a falar do Western Blot, é disso que estamos a falar. No doc do SIDA La Duda eles mostram como cada país tem a sua forma diferente de analisar o Western Blot do teste. Fica aqui um link com essa informação.

    http://www.virusmyth.com/aids/hiv/vtwbtests.htm

    Na carta podemos ler:

    “AIDS denialists individually or collectively promote several notions that have no basis in science or the facts. Among these views are that HIV either does not exist or is harmless; that therapies for HIV infection are themselves the cause of AIDS; that drug abuse causes AIDS; that HIV was created by the US government to kill Africans and African-Americans as an act of genocide; that diagnostic tests for HIV infection do not work.”

    AIDS denialists? Esta carta refere-se às pessoas que participaram no documentário ou “às teorias da conspiração”? Eu anda não vi nenhum doc da “conspiração” a falar sobre SIDA. “…The US government to kill Africans…” esta saiu de onde? No Trailer do House of Number ninguém disse nada disse, no doc do SIDA La Duda ninguém disse nada disso.

    Relembro que na carta eles referem que “viram o Trailer”. Pelo que parece que não viram o doc completo.

    Outra coisa interessante é a quantidade de vezes que se escrevem as expressões “AIDS Denialists” e “Agenda”. Há um termo filosófico para isso. Talvez devamos relembrar as vezes que as palavras “Terrorist” e “Al Qaeda” foram ditas pelos políticos, sem falar das “Weapons of mass destructrion” que “turn out not to be”.

    Por último, antes que se torne cansativo temos a qualidade dos links da carta. Para começar um deles é a Wikipedia, em relação a este fico-me por aqui.

    3 dos 7 links têm a designação .gov. Ora, se a veracidade do governo está a ser posta em causa no documentário House of Numbers, então não podemos argumentar contra através de sites do governo. É o mesmo que dizer que Jesus existiu porque está na Bíblia. E depois temos o .org.

    É bom saber que temos um site onde está toda a verdade sobre a SIDA (http://www.aidstruth.org/). No site podem ler-se coisas como:

    – Debuking Denialists Myths
    – Anti-denialists Web Sites
    – Who the Denialists Are
    – Denialists Who have Died

    Para quem não está a par, sempre que sai um doc “da conspiração” ou, melhor dizendo, que transporta alguma informação não muito benéfica ao lucro e ao poder, surgem logo os “Debuking”. Pelo que a palavra “debunking” surge exactametne no contexto conspiração-governo.

    Debukings à parte, é impressionante os ataques verbais que fazem os supostos “denialists”. As pessoas com apenas põe em questão a equação “HIV=SIDA” estão a ser completamente postos num grupo isolado, os “denialists”, quase a ser classificados como ‘extremistas’, que é outra palavra agora em voga na língua governamental.

    Resumindo, não estou a dizer que o “House of Numbers” é uma pérola divina possuidora de toda a verdade. O que estou a dizer é que os sites referenciados para refutar o House of Numbers estão escritos de uma forma muito pouco justa e sincera, na minha opinião.

    Ah, só uma coisa que me esqueci. “Denialist Agenda” ??? A palavra chave que é ‘Agenda’. Se fossem inspectores da polícia e tivessem de hipotetizar uma possível agenda para as pessoas que questionam a “HIV=SIDA” que sugeriam?

  2. rpfm diz:

    “Ah, só uma coisa que me esqueci. “Denialist Agenda” ??? A palavra chave que é ‘Agenda’. Se fossem inspectores da polícia e tivessem de hipotetizar uma possível agenda para as pessoas que questionam a “HIV=SIDA” que sugeriam?”

    Sugeria investigar se há “profit motive” associado

  3. Pingback: De volta à SIDA, será apenas mais uma mentira? « Ode Triunfante

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: