O Cristo Pagão (The Pagan Christ)

Boas pessoal,

Vamos com este post introduzir um tema que até agora poderá ter passado desapercebido neste Blog. O tema remete exactamente para o primeiro assunto abordado pelo primeiro filme Zeitgeist.

Guardando o suspense vejamos,

Vivemos num mundo onde cerca de um terço da população mundial é Cristã, dentro de todas as suas variantes. A história de Cristo presente na Bíblia é tida como factos históricos, e Cristo é interpretado como ‘alguém’ que realmente existiu e viveu. Assim, para os Cristãos, a Bíblia representa, de facto, uma biografia de Cristo. A grande maioria aceita mesmo como acontecimentos reais todos os milagres e feitos referidos no livro sagrado.

Há quem adopte uma postura mais céptica e aceite apenas que Cristo foi uma pessoa normal com uma mentalidade muito avançada para a época. Normalmente, esta postura é adopta por agnósticos ou não crentes.

Mas então e se… Jesus Cristo nunca tivesse sequer existido? … e se… todas as provas que encontramos acerca de Cristo provassem a sua não existência em ao invés da sua, pretendida, existência? E se.. fosse tudo uma metáfora, uma alegoria?

“E se Jesus Cristo fosse um Deus Pagão?”

Esta não é uma questão simples. Estas perguntas e suas respostas levantam muitas pedras, muito pó. Pó que as pessoas têm medo de levantar.Mas que é necessário.

“Então e se tudo aquilo em que eu sempre acreditei estiver errado?” , “E se afinal a verdade não for essa?”

Após se desvendar a verdadeira origem de Cristo, podemos começar a questionar todas as nossas crenças, toda a nossa sociedade. Um dos pilares mais fortes cai e toda a estrutura estremece.

Talvez o maior erro da religião Cristã seja mesmo levar a história de Cristo de uma forma literal e não metafórica. Qual deles nos tornará mais saudáveis?

Vou deixar que sejam vocês a postular as questões que se seguem após tal revelação.

O documentário chama-se The Pagan Christ (O Cristo Pagão), conta com a presença de grandes autores na área, como Tom Harpur, Timothy Freke e Peter Gandy. São de realçar os comentários de Tom Harpur, pois toda a sua vida foi um Cristão e agora, qual será a posição dele?

Como sempre a baixo seguem os links para o Documentário, e os links para fazer o download do rapidshare. Os 6 .rar quando extraídos formam o único ficheiro com o filme. Infelizmente ainda não se dispõe de legendas em português. Será actualizado assim que possível, agradeço desde já a vossa colaboração neste sentido.

You Tube

The Pagan Christ – Part 1-4

The Pagan Christ – Part 2-4

The Pagan Christ – Part 3-4

The Pagan Christ – Part 4-4

Links para download com qualidade

http://rapidshare.com/files/170153271/CBC.DocZone.The.Pagan.Christ.2007.XviD.part1.rar
http://rapidshare.com/files/170090813/CBC.DocZone.The.Pagan.Christ.2007.XviD.part2.rar
http://rapidshare.com/files/170102484/CBC.DocZone.The.Pagan.Christ.2007.XviD.part3.rar
http://rapidshare.com/files/170116009/CBC.DocZone.The.Pagan.Christ.2007.XviD.part4.rar
http://rapidshare.com/files/170129932/CBC.DocZone.The.Pagan.Christ.2007.XviD.part5.rar
http://rapidshare.com/files/170137869/CBC.DocZone.The.Pagan.Christ.2007.XviD.part6.rar

Para além deste post outros virão sobre a mesma temática, nomeadamente, livros da autoria de Timothy Freke e Peter Gandy.

Se me permitem um comentário pessoal, foi exactamente este tema que me levou em toda esta pesquisa e procura. E em mim, se tudo o que a nossa sociedade (e eu tinha) como mais certo estiver errado, então tudo pode ser questionado.

É certamente uma pedrada na nossas crenças.

Fiquem bem,

Abraços

14 Responses to O Cristo Pagão (The Pagan Christ)

  1. João diz:

    Não te esqueças que há quem acredite que Cristo foi uma pessoa “normal”, como um de nós, que simplesmente tinha grande carisma, e que ainda assim seja crente.

    Mas não há dúvida de que é engraçado verificar que uma religião supostamente monoteísta como a Cristã aceita plenamente um “filho de deus”, a “Virgem Maria”, bem como todos os santos que vêm por acréscimo e que ainda hoje em dia se “produzem” no Vaticano. A religião Cristão, soube, a meu ver, aproveitar e absorver pequenos cultos pagãos em seu redor. O meu pai costuma dar o exemplo das igrejas e das capelinhas nos altos dos montes, que eram, antes da construção desses edifícios, locais de culto pagãos. Ou então o caso das festas que coincidem com rituais como o solestício ou o equinócio, feitas agora em honra de um santo qualquer. Ao fim de contas, é mais simples dizer “Celebrem mas chamem-lhe Santo António” do que dizer “Não celebrem”.

    Lá espertos foram os senhores da Igreja Católica.

    Já agora, talvez devesses fazer um comentário ou um post sobre as recentes frases do Cardeal Patriarca. Era interessante discutir religiões entre si e não só a dicotomia ciência-religião😉

    Abraço! Bom blog!

  2. mastiphal diz:

    O Cardeal Patriarca esqueceu-se talvez que a Igreja Cristã em tempos também matava quem se opunha aos valores e doutrinas ensinadas na altura!

    Não pudemos julgar um todo com base numa pequena fracção de indivíduos, assim como há muçulmanos que matam por Alá ou Maomé, também há cristãos que matam por Deus ou Jesus.

  3. Hobosic diz:

    Greatings,
    Thanks for links, just downloaded

    Have a nice day
    Hobosic

  4. Joao Teixeira diz:

    Excelente link!

    Vivemos num mundo onde o que distingue um lado do outro numa guerra é a religião, nada mais. Em muitas guerras, se removessemos a religião do cenário, ninguem saberia quem atacar quem.

    Já agora, Kalenda, bem vindo🙂

  5. mastiphal diz:

    Especialmente no caso da Palestina, onde poderiam perfeitamente as 3 religiões predominantes da região co-habitar em harmonia, mas a humanidade é assim mesmo =(.

  6. kalenda diz:

    Sim para tal bastaria fazerem de Jerusalém um mini-estado tipo Vaticano. Mas os interesses ultrapassam o religioso, conforme se mostra noutro post deste Forum [https://odetriunfante.wordpress.com/2009/01/08/o-territorio-palestiniano/]

  7. AlexAxe diz:

    Greatings,
    this is very useful to us.

    Good Luck
    AlexAxe

  8. Luís «poço» diz:

    Malta, podemos dizer que a crença ou se quiserem chamar “ religião” é algo de primitivo que começa muito antes de há 3.000 A.C.
    Começa há mais ou menos entre 100.000 e 50.000 A.C, quando o homem ainda era Homo Sapiens, ele era nómada, a sua linguagem aperfeiçoa-se e começa a ter palavras para falar de coisas abstractas, como o tempo passado e do que vêm. O seu cérebro tem mais memória o que lhe permite fazer mais associações. A sua imaginação aumenta e com isso é provável que os seus sonhos se tornem mais impressionantes.
    No seu sonho, o sapiens acreditava que viajava para um outro mundo, onde encontrava os seus. E ai começa o mistério da morte e a crença num mundo espiritual, a crença xamanista, que foi a premissa para o pensamento religioso.
    Por volta de 50.000A.C a crença xamanista já está desenvolvida formando colectividades de homens como está crença e dando-lhes fé para progredirem no desconhecido principalmente os Sapiens que cruzaram os Alpes.
    Venerava o Sol e o facto de nascer traz esta cordilheira, era para eles sinal de que deveriam ir na sua direcção e encontrar ai o mundo à parte segundo aquilo em que acreditavam. É por essa altura que tropeça com o Neandertal. Que também tinha algum tipo de crença.
    Tanto o sapiens como o Neandertal não se extinguiram como raça inferior, mas deram lugar no seu cruzamento a uma nova espécie, o Sapiens Sappiens, a raça moderna

  9. Luís «poço» diz:

    podem ver este informações no filme “Homo Sapiens” realizado por Jacques Malaterre

  10. mastiphal diz:

    O Luís, é sempre bom poder contar com a tua presença no blog.
    O filme não trata acerca do nascimento da religião, mas sim do aparecimento da personagem Jesus.
    Não há duvida de que a religião apareceu em muito antes de cristo, as gravuras mais antigas tem apenas 40.000 anos e não 100.000 como afirmas. A famosa Venus de Willendorf que é o objecto de culto mais antigo conhecido até hoje tem perto de 25.000 anos. Crê-se que tinha uma relação forte com a fertilidade e os nascimentos de bébés na altura. As gravuras também eram uma “oferenda” na espectativa de uma boa caçada. A partir dai desenvolveu-se a cultura Xamã e o espiritismo, atravez do culto dos mortos.
    A crença religiosa, apareceu muito antes de Jesus, atravez das culturas celtas e escandinavas e só depois é que veio a mitologia grega, assiria, romana e egipcia. Com a conversão das escrituras egipcias para as escrituras hebraicas (Vulgo antigo testamento da biblia) é que surgio o cristianismo e judaismo. (esta conversão fica para um futuro post!)

    O desaparecimendo do Neanderthal ainda está por apurar em concreto, bem como a sua origem, foram a raça com maiores cérebros de todos os símios alguma vez existentes e conhecidos (perto de 10% mais), tinham caracteristicas nasais e auditivas diferentes de qualquer outro hominideo, bem como uma estrutura óssea diferente. O desaparecimento carece de evidencias, crendo-se que foi devido ao aumento de procura por alimentos em conjunto com o Sapiens que disputavam ferozmente os recursos naturais. Outra das teorias revela que desapareceram devido à sua fraca mobilidade e possibilidades de adaptação a um clima que na altura sofreu grandes alterações. Há quem diga ainda que a mistura de ADN com o Sapiens revelou deficiencias genéticas que levou à eliminação e não à fusão do mesmo.
    Vou no entanto procurar esse documentário e instruir-me acerca do mesmo.

  11. O Cristo dos Pagãos (Tom Harpur)
    “A própria ideia do que atualmente se chama de religião cristã existia entre os antigos também, e nunca deixou de existir … até a vinda de Cristo em pessoa [?], e nesse momento a verdadeira religião, que já existia, começou a ser chamada de cristã”. (p.41) Santo Agostinho in Retratações.
    “todos os elementos da religião pretensamente “nova”, exclusivamente revelada, já existiam antes do primeiro século cristão nas tradições, práticas e literatura de muitas outras terras e pessoas”. (p.43)
    Paralelo entre Jesus e Buda
    “Se contassem a alguém que muitos séculos atrás … o advento de um filho prodigioso foi predito …; que anjos apareceram no nascimento …; que mercadores vieram de longe trazendo presente para ele; … que no oitavo ano a criança confundiu os seus mestres com o seu grande conhecimento …; que pregou a santidade e praticou a caridade; que reuniu discípulos e enviou apóstolos para divulgar sua doutrina …
    O que diria essa pessoa se lhe afirmassem que a narrativa é datada entre cinco e seis séculos antes do Fundador do Cristianismo? Tal é a história desse homem [Buda]”. (p.45)
    “a maior parte dos aforismos atribuídos a todos os mestres ou deuses, em todas as primeiras religiões, foram antes ensinamentos orais dos mitos antigos e das diversas religiões de mistérios, “muitas eras antes de terem sido registrados por escrito”.” (p.47)
    O Tema do Salvador
    “os estudos comparativos das religiões revelam que quase todas as crenças tradicionais do mundo repousam em uma história central do filho de um rei celestial que desce para um mundo de trevas inferior, sofrendo, morrendo e ressuscitando”: (p.50/51)
    “Osíris/Dionísio, … o Deus encarnado, nascido de uma virgem em uma gruta em 25 de dezembro; uma estrela aparece na hora do seu nascimento, ele é visitado por magos do Oriente e converte a água em vinho durante um casamento; ele cura os doentes, afasta os demônios e faz milagres; ele se transfigura perante os discípulos, entra em uma cidade montado em um burro, é traído por trinta moedas de prata e promove uma refeição comunal com pão e vinho; é morto na cruz, desce ao inferno e ressurge dos mortos no terceiro dia; morre para redimir os pecados do mundo, sobe ao céu e está sentado ao lado de Deus”. (p.51/52)
    O maior Encobrimento de Todos os Tempos
    “Há muitas coisas verdadeiras das quais não há utilidade para a multidão vulgar conhecer; e, por outro lado, certas coisas que, embora sejam falsas, há conveniência em que as pessoas acreditem” (p.61) Santo Agostinho in Cidade de Deus.

  12. jmct diz:

    muito bom comentario!
    obrigado pela informaçao,
    irei explorar mais.🙂

  13. jmct diz:

    Muitos videos que aqui foram postados, estao a desaparecer da internet😦

    estamos a chegar mesmo à época da censura?! :\

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: